Pular para o conteúdo principal

O que sua mãe (realmente) precisa?


Mães foram criadas por Deus para revelarem sua bondade e misericórdia à humanidade. Dizem os poetas que mãe é o ser mais “divino”, o que mais se aproxima do Perfeito Criador. Como disse Henri F. Amiel: “ a mãe representa para o filho, o bem, a previdência, a lei; em síntese, a divindade numa forma acessível à criança”.

Com raríssimas exceções,  mães se contentam com pouco. Não é necessário muito esforço para agradar uma mãe. É claro que ao escolhermos um presente, pensamos na grandiosidade de nossa progenitora, o quanto ela significa para nós e então gastamos tempo e dinheiro escolhendo algo que possa expressar nossa  gratidão. Mães de verdade, não fazem lá grande caso de como seja o presente, ou quão caro ele seja. O gesto do filho, a lembrança, o momento da entrega,  as palavras são bem mais importantes do que o conteúdo do embrulho que acabam de receber.

É lugar comum afirmar que o dia das mães transformou-se num grande nicho de mercado a ponto de ser tido, pelo comércio, como a segunda maior força depois do natal. Mas deixando de lado nosso capitalismo selvagem, convenhamos: mães merecem tudo e muito mais do que possamos lhes dar.

Até hoje, quando se aproxima esta data, lembro do que minha mãe dizia nesta época: “ – O melhor presente que você pode me dar é sua obediência”. (Imagine que tipo de filho eu era ). Mas com isso, minha mãe,  sem ter consciência disso, estava me ensinado um principio que norteia minha vida até hoje: pessoas são mais importantes que coisas.

Se você tem sua mãe por perto (como é o meu caso no momento), não se limite a um presente: surpreenda. Faça o que você ainda não fez por ela. Se sua mãe mora longe e não conseguirá vê-la pessoalmente, diga o quanto ela é importante pra você e invente um jeito de surpreendê-la também. Caso sua mãezinha já não esteja neste mundo, reserve um tempo para agradecer à Deus por ela, esse presente divino que te carregou em seu ventre, que te amamentou e ensinou as primeiras palavras.

Agradeço a você, mãe, por tudo que fez e tem feito por mim. Deus te abençoe sempre. É muito bom para mim estar ao seu lado neste dia tão importante para nós. Feliz dia das mães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe: como definir?

Tentei definir de diversas maneiras e achei tarefa por demais pesada para mim. Sei que cada filho sabe muito bem do que se trata. Mas como definir? É algo tão sublime! Quase celestial.    
   Quando se pensa na palavra "mãe", nossos sentimentos afloram. Mãe não se define. Se sente. E como se sente...
   Mãe nos faz lembrar de necessidades supridas, socorro presente, colo quente, afago bem feito, sono gostoso, e por aí vai.
   Para quem já é adulto, o termo se amplia. Se reveste de cores, formas, aromas. Mãe é alguém de quem não queremos jamais nos separar.
   Mas o tempo passa. Os dias voam. A mãe se torna mais terna, mais presente, mais necessária. Assume outras formas. Desempenha outros papéis. Mas jamais deixa nossa lembrança quieta.
   Seu tom de voz aciona nossa memória, nos faz sentir de novo tudo que num passado recente, ou não, vivemos com intensidade, sob sua proteção.
   Mas encontrei uma boa definição para mãe. Ah! se encontrei! "Mãe é aquela sublime criatura que, …

QUANDO A VIDA PERDE A GRAÇA...

Viver é sofrer? Talvez. Aquela velha frase, “a esperança é a última que morre”, soa  como utopia. A vida perdeu a graça. Muitos deixaram de viver e não sabem. Como aquele conhecido filme de Robert  Zemecks : “A morte lhe cai bem”. Nestes casos a morte se apresenta como saída honrosa.  Já se sentiu assim? Com vontade de sumir ? “Destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo” (Salmo 11:3). Exatamente!Sem fundamentos, a vida é uma bobagem. O “justo”, na linguagem dos salmos, é aquele que deseja viver com qualidade, sem desrespeitar os direitos do próximo. Quando este “justo” percebe que fundamentos  como: ética, moral e bons costumes, estão abalados (ou enfraquecidos pelo tempo), conclui que não adianta ser honesto, sincero e cumpridor de seus deveres. Surge então a tentação de ser desonesto, enganador e egoísta. Se ceder às tentações, a justiça que praticou  “vai para o  ralo”, e nestas horas, os fundamentos de seu caráter podem ruir. Ouvi alguém dizer: “os que não amadurecem, apod…

Aprenda a lidar com as ofensas.

Receber uma ofensa não é o fim do mundo (estamos em 2015!). Já fui ofendido o bastante para estar sepultado pela avalanche de lama e detritos que me lançaram. Mas sobrevivi. Com o tempo percebi que viver é sofrer impactos. Precisamos entender que, em nossa imperfeição, ocasionalmente,  atrairemos a ira das pessoas. Desista de tentar agradar todo mundo. Ninguém até hoje passou incólume diante de críticas ácidas, calúnias e difamações.
     Em segundo lugar, é importante entender que a filosofia das ofensas é neutralizar nossa simplicidade e pureza. Estar sob ofensa é estar sendo chamado pra briga, não com o propósito da contenda em si, mas de macular nosso caráter. Integro é aquele que desenvolve o equilíbrio necessário para não ceder a provocação e continuar sendo quem sempre foi.
     Por último, lembre-se que revidar uma ofensa pode até fazer bem ao ego (momentaneamente) mas irá provocar um ciclo de réplica e tréplica, drenando nossas energias e promovendo uma imagem distorcida de que…