Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Dicas práticas para se dar bem em 2015.

Você deve estar eufórico para receber mais 365 dias cheio de oportunidades para vencer, crescer, prevalecer e ser feliz. 

    Duas virtudes me parecem  cardeais, para se dar bem no ano novo.
   A primeira é "equilíbrio". A qualidade de se manter centrado, controlado, em paz.  Não vá "às nuvens" nas vitórias e jamais ao "fundo do poço" nas derrotas. Mantenha a serenidade, mesmo em meio aos mais terríveis temporais.

   A segunda é "sensatez", a arte de ser sensato, coerente, ponderado, falar sempre o estritamente necessário, mesmo sob forte pressão. Sensatez é qualidade de pessoas maduras, vividas, experimentadas pela vida, mas os jovens podem desenvolver essa qualidade observando os mais velhos, ouvindo mais e falando menos. Pense antes de dizer alguma coisa.

   Talvez você diga: " - mas como isso é difícil!" 

   Sim. Ninguém obtém qualidades (sejam psíquicas, físicas ou estéticas) sem um certo grau de esforço e investimento. Mas vale a pena…

Como aprendi a admirar os ateus.

Desde que me conheço por gente fui instruído a ver os ateus como seres esquisitos, anti cristos e filhos do Demo, mas ao longo dos anos aprendi a admirá-los por alguns motivos simples:


Vivem num país que se proclama "estado laico", mas que está imerso num caldeirão de religiosidade que extravasa em todas as esferas da sociedade desde os nomes de grandes cidades como São Paulo, São Caetano, São Bernardo e Santo André, passando pelos corredores dos hospitais com seus crucifixos e capelas de oração até a completa isenção de impostos aos templos religiosos.
Aprendi a admirá-los, pois precisam preencher formulários de internação dos hospitais, entrevista em empregos e em alguns casos até de pesquisas de opinião com a pegunta: "tem religião"? Estão sempre tendo que dar resposta negativa e sendo vistos como pessoas esquisitas e colocados sob suspeita.
Geralmente são pessoas cultas, antenadas e  não suportam a superficialidade com que os religiosos defendem sua fé. Tai…