Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

E se Jesus não tivesse nascido...

Esta é uma especulação aparentemente tola, mas que pode ajudar-nos a conhecer melhor o personagem bíblico que mais influenciou o mundo em que vivemos.
Se Jesus não tivesse nascido, temo que a condição da mulher seria outra, pois ninguém fez tanto pela mulher quanto Jesus Cristo. Numa época em que mulheres não eram contadas nas genealogias, não podiam falar em público (nem com seus esposos) e não possuíam qualquer direito civil, o Filho de Deus assumiu forma humana "nascido de mulher" (Galátas 4:4), fazendo daquela menina a mais famosa entre as mais famosas mulheres. Ao receber a notícia de um anjo, fez a impressionante previsão: "doravante todas as gerações me considerarão bem aventurada"(Lc 1:48). Palavra dita, palavra cumprida. 
     Mas Jesus não parou por aí. À mulher apanhada em adultério (num flagrante ato de machismo covarde) Jesus disse: "ninguém te condenou? Eu tão pouco te condeno. Vai e não peques mais". Uma atitude de grande coragem numa socieda…

Política limpa, cultura brasileira e "vamo que vamo".

A cultura brasileira tem sido uma cultura de corrupção. É utópico falar em erradicação da corrupção no Brasil. Os cientistas políticos afirmam que não existe país onde não haja corrupção. O que existe são os mais corruptos e menos corruptos, pois onde houver ser humano, haverá corrupção. Deixemos o planeta Marte em paz.
Para que servem os partidos?             Os partidos existem, não para proporcionar um governo melhor, mas para promover interesses egoísticos, todos os partidos, não poupo nenhum. Agem por competição, vaidade pessoal e em muitos casos, por pirraça mesmo, pura vingança.             Outro dia abordaram um cidadão comum perguntando se era de direita ou de esquerda. “ – Sou brasileiro”. Nada mais sábio. O problema da política é o partidarismo e seus ideias pessoais (para não dizer familiares, amigos de infância, ou de bar). Precisamos de políticos que digam com orgulho: “- em matéria de política partidária, sou brasileiro”. O que importa é  se a proposta visa o que é honesto…

Matou a família e postou no Youtube.

Os crimes entre desconhecidos estão perdendo lugar na mídia. Foi-se o tempo que nas manchetes tínhamos: "matou amante da mulher a facadas", "matou patrão com dois tiros na cabeça", "assassinou vizinho por noitada barulhenta", etc. 
     Já era. Hoje os crimes estão acontecendo em família. O lugar mais seguro da Terra, transformou-se num circo de horror. Pais que atiram filhos pela janela (os Nardoni), filhos que matam pais a pauladas (Suzanne Von Richotofen), filho que mata pai e madrasta (Gil Hugai), esposa que esquarteja marido (caso Yoki), menino que assassina a família e se mata (Marcelo Pesseghini) , e a última: mãe acusada de matar as duas filhas adolescentes. Não se admire com a seguinte manchete: "matou a família e postou no you tube".

 De quem é a culpa?
     Creio que está acontecendo uma tragédia social inusitada, prenúncio do fim. Estamos atingindo o fundo do poço.
     Acredito que a culpa não é do tráfico e/ou consumo de drogas; não é …

Pátria de chuteiras? Nunca mais!

O que tenho assistido nos telejornais (sérios) tem me levado às lágrimas. Sou da década de 1950 e  acompanhei 3 dos 5 mundiais ganhos pela seleção. Praticamente vi nascer a tão falada "pátria de chuteiras". Nossa baixíssima auto-estima de "terceiromundistas" ficava suspensa diante da conquista de um mundial. Nos sentíamos grandes e imponentes. Na época, o hino nacional e a bandeira brasileira só eram usados pelo povo, em dias de Copa do Mundo. O que vejo hoje nas ruas é surreal! Mais pessoas do lado de fora protestando  do que dentro, torcendo. Precisei me beliscar  para ter certeza de não estar sonhando.
    Amo futebol, mas reconheço que o povo brasileiro despertou para a sua verdadeira vocação:  participação,  envolvimento,  combate! Hoje podemos cantar: "verás que o filho teu não foge a luta" sem aquele gosto amargo da hipocrisia.
Acredito que as próximas eleições serão bem  diferentes das últimas. Acredito que o processo de reforma política iniciado pe…

Manifestos por todo Brasil. E os cristãos?

Há duas vertentes entre os que se consideram cristãos de fé evangélica. De um lado os que acreditam que "lugar de crente é na igreja, orando". Do outro, que "lugar de crente é na rua, lutando". 
    Em defesa da primeira posição, penso que o cristão é chamado a interceder (1a. Tm 2:1 e 2) e sua luta não é contra pessoas ou organizações humanas, mas um confronto espiritual(Ef 6:12). 
     Por outro lado, ser cristão também é "ir para a rua", pois Jesus disse que deveríamos fazer nossa luz brilhar "diante dos homens" (Mt 5:16). Como dizia o profeta: "Busquem a justiça, acabem com a opressão. Lutem pelos direitos do órfão, defendam a causa da viúva" (Isaías 1:17).
     Temo porém que tal engajamento seja passional, circunstancial, no "vai da valsa" e não fruto de uma convicção arraigada em conhecimento bíblico e política limpa. Temo que venhamos a perder o foco. A única ordem que Jesus deixou a Sua Igreja foi a de fazer discíp…

Calma: há uma segunda chance.

Ele não teve uma segunda chance, mas você pode ter... (Pênalti perdido por R. Baggio na copa de 1994, quando o Brasil conquistou o Tetra)

     Uma de nossas principais falhas é não conhecermos a nós mesmos. Presumimos que seremos capazes disso e daquilo, esperamos muito de nós mesmos, até que um dia escorregamos e fazemos coisas que acabam nos envergonhando. E a maioria de nós desiste e acaba abandonando a fé ou  acomodado a uma vida espiritual medíocre. Essa foi a razão da inconstância de Pedro, o Apóstolo de Cristo. Foi por isso que o anjo disse as mulheres após a ressurreição de Cristo: “Vão e digam aos discípulos dele e a Pedro: ‘Ele está indo adiante de vocês para a Galiléia. Lá vocês o verão, como ele lhes disse’ " (Mc 16:7). Nada demais, se não fosse uma referência particular à Pedro. Como sabemos, Pedro havia negado Jesus três vezes, e tão decepcionado  consigo mesmo ficou que voltou a sua antiga atividade profissional: a pesca. Pedro desconhecia-se a sim mesmo.
     “Pois p…

Como se livrar dos sentimentos de culpa?

Uma das principais forças que impedem qualquer pessoa de crescer e prosperar é a culpa. A esmagadora maioria das pessoas não sabe lidar com ela. O resultado são doenças emocionais como a ansiedade e adepressão, que podem estar associadas a sentimentos de culpa não resolvidos.  A religião costuma aumentar ou potencializar esse sentimento  transformando-a num meio de manipulação por lideranças perversas.     Muita gente tem tentado resolver esse problema com terapias e medicamentos, mas a culpa parece um bicho  que vai devorando tudo por dentro. A maioria dos tratamentos apenas mascara o problema, piorando a situação. O que fazer? Primeiramente é preciso identificar o tipo de sentimento de culpa. Existe a culpa real, consequência natural de havermos violado uma lei moral ou espiritual. Esse sentimento é legitimo. Mas existe também a culpa injustamente atribuída. Alguns possuem certa sensibilidade e  acabam assumindo culpas que não são deles, simplesmente porque alguém disse: " - a cul…

O que mais me incomoda nas pessoas...

... é a falta de opinião. Gente que evita dizer o que pensa e quando diz, ao ser abordada para confirmar o que falou, "dá para trás", tergiversa, e vem com aquela história: "não foi bem assim". 
 .
Já não estou suportando essa falta de caráter,  que diante de um pensamento contrário, pula pra trás.
     Se você é um desses, dá licença. Sua covardia me enoja.  Só se atreva a opinar quando estiver seguro que vai sustentar o que falou até o fim, aconteça o que acontecer.

Podemos mudar de opinião? Claro. Só idiotas pensam que não. Já mudei meu pensamento acerca de muitas coisas, mas  dou satisfação. Digo: "de fato, sustentei meu pensamento neste sentido até que, após algumas reflexões e avaliações, decidi mudar" e pronto. O que não consigo mais engolir é essa história de achar e acreditar de acordo com as condições atmosféricas.

Se você deseja separar verdadeiros amigos, crescer como pessoa e influenciar essa geração tão filosoficamente amorfa, forme opiniões e c…

Marco Feliciano: por quê devo me posicionar?

O caso Marco Feliciano parece um poço sem fundo. Haja jornal, revista, blog, site, programa de TV, página do Face, etc. para falar do caso. Arre! 
     O que mais me incomoda (para não dizer, "enche o saco") é esta história de "ter que me posicionar" - contra ou a favor. Não vejo porque. Não é minha obrigação. Se não sou evangélico, tenho que ser contra? Se sou evangélico, tenho que me colocar a favor? Por quê?
     Marco Feliciano representa ele mesmo e não a classe evangélica, muito menos pastoral. O meio evangélico não tem uma voz única, um avatar ou papa. A Igreja Evangélica Brasileira possui tonalidades diferentes, bem diferentes, tão diferentes, que Marco Feliciano, dentro do contexto cristão evangélico, é amado por uns, ignorado por outros e combatido por outros tantos.
     Não vou me posicionar nem contra, nem a favor pelos seguintes motivos:
     1) A bandeira que ergo é a de Cristo e não de uma ideologia religiosa, mesmo que baseada no cristianismo hist…

A difícil escolha do líder.

Se você lidera, mais cedo ou mais tarde, terá que fazer uma escolha: ser popular ou eficaz. 
     A eficácia está em obter resultados, que nem sempre podem ser  medidos numericamente.  
     A popularidade caminha no outro extremo. Depende dos números, dos adeptos, dos aplausos.
Ser eficaz é atingir a meta, mas regido por valores pessoais, inegociáveis, eternos.
 Ser popularé negociar valores, propósitos, atento as expectativas alheias, modificando a rota para permanecer popular. 
Ser eficaz é ser inflexível quanto ao rumo, ao destino, ao alvo desejado. Qualquer alteração passa pelo crivo da ética, da moral, do que já foi definido. O eficaz é servo e não senhor da sua missão.
 Ser popular é construir sobre a falácia de que "os fins justificam os meios". Ser eficaz, ao contrário, leva em conta a validade dos meios usados para se atingir o fim.
     Se optar por ser eficaz  irá contrariar muitos. Será julgado, sentenciado e condenado pelo tribunal da popularidade que não admite a ret…

Protegido.

Você deseja segurança e proteção?  Eu também! 
     As companhias de seguro sabem disso. As empresas de segurança privada e blindagem de automóveis também, mas pouco podem fazer quando o assunto  entra no campo sobrenatural, espiritual. Como posso blindar minha alma? Existe tal coisa?  No universo religioso se fala de "fechamento de corpo", "neutralizador de mandinga", "anjo da guarda" e por ai vai... No entanto, só um ser Todo Poderoso pode nos livrar quando o ataque tem sua origem na essência do mal.  "Aquele que habita no abrigo do Altíssimo, descansa à sombra do Todo-poderoso" (Salmo 91:1). Isso é proteção! É muito mais que uma teologia, uma crença, uma doutrina.     É  uma proteção que se dá por meio de uma cadeia de comando  espiritual com sua origem em Deus e vem de modo perfeito até indivíduos insignificantes como eu e você.       "Portanto, submetam-se a Deus. Resistam a…