quarta-feira, 25 de maio de 2011

PAI NOSSO ÀS AVESSAS...

Imaginei a possibilidade de, ao invés de orarmos o “Pai Nosso”, ouvir o Senhor dirigindo-se à nós, usando as mesmas palavras da famosa oração.




Seria mais ou menos assim:

“Eu sou Pai de vocês que está nos céus”.
Nunca se esqueçam disso. A terra é um local de passagem para vocês. Não se apeguem exageradamente ao valores deste século. Busquem as coisas que são aqui de cima e não daí de baixo. Acumulem tesouros aqui e não aí. Eu formei um povo que chamei de “Igreja” para serem peregrinos e estrangeiros enquanto viverem neste mundo. Lembrem-se: o Pai está esperando vocês aqui em sua casa, no céu.

“O meu nome é santificado”.
Não banalizem meu nome com piadas, cânticos repetitivos (tipo mantra), nem usem meu Nome para vender produtos que consideram cristãos. Não transformem meu nome em fonte de lucro pessoal. Chega de criarem títulos, cargos e posições apenas para destilar a vaidade de vocês. Voltem-se a simplicidade.

“O meu Reino está entre vocês”.
Acreditem: meu Reino está entre vocês desde a morte e ressurreição do meu Filho. Porém quando pedem que meu Reino venha, é para que eu possa reinar  no cotidiano de vocês. Meu Filho rejeitou o trono de Israel  preferindo ser  crucificado para reinar hoje no trono do coração de todos os que acreditam nEle. Parem de fazer “tipo”, de tentar parecer espirituais e deixem meu Filho ressuscitado reinar na vida de vocês.

“A minha vontade será feita na terra da mesma forma que é feita no céu”.
Jamais duvidem de minha soberania absoluta. Eu executarei todo o conselho de minha vontade mesmo que isso pareça estranho . Vocês não pensam como Eu e nem conhecem o futuro como conheço.  Rendam-se a minha vontade e deixem-se conduzir pelos meus caminhos e verão minha vontade os guiar por caminhos santos.

“O pão nosso de cada dia eu dou a vocês”.
Vocês confiam exageradamente nos valores financeiros, no “sobe e desce” dos investimentos humanos. O básico nunca faltará desde que vocês não se esqueçam que eu sou o Pai de vocês, o Bom Pastor que nada deixará faltar na mesa e no guarda roupas de vocês.

“Perdoarei as ofensas de vocês, mas na medida em que também perdoem os que lhes ofenderem”.
Nunca façam do relacionamento comigo um canal à parte do relacionamento entre vocês. As coisas caminham juntas. O perdão que eu dou é abundante para ser distribuído e não represado. Assim com eu os perdôo, passem este perdão para frente. Vocês me ofenderam com o pecado de vocês e eu os perdoei. Façam com os outros a mesma coisa.

“Não os deixarei cair em tentação, mas os livrarei no mal”.
Quando vocês caem em tentação, admitam: vocês "foram atrás". Eu jamais os farei cair numa armadilha, entrar “numa fria”, como vocês dizem. Não tenho prazer no pecado de meus filhos. Isso jamais incentivarei. Pelo contrário: sempre os livrarei do maligno, desde que me obedeçam e dêem ouvidos a minha voz.

“Por que meu é o Reino e o Poder e a Glória para sempre”.
Ainda duvida??

Um comentário:

Como viver em paz em um mundo em convulsão?

Silvio Brito na década de 70 cantava uma canção que se tornou hit rapidamente. Cada estrofe começava com “ – pare o mundo que eu quero...