sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Pra que Deus se tenho Google?

   Não importa onde esteja: o Google é onipresente. Não importa o que  precise, o Google é onipotente. Não importa o que  queira saber: o Google é onisciente. 
   Alô ateus: se  duvidavam da existência do todo poderoso, animem-se. O Google existe e (melhor ainda) podemos comprovar  científicamente!

   Antes de ir ao médico descubra pelo Google, o seu problema e vá com algumas possibilidades de diagnóstico no bolso. Legal né!  E olha que tem gente que namora, noiva e casa por ele. Compra, vende, troca, financia. Brinca, se diverte, faz sexo, estuda, forma-se e faz pós graduação! E... detalhe: com uma prontidão e eficácia impressionantes. Tudo rápido e seguro.

   Pra que Deus? As coisas com a Divindade parecem lentas... pastosas... no ritmo vagaroso dos tempos   das válvulas, do vinil de rotação 39. 
   Mas espera aí.  O Google... (coitado) tem um pequeno problema: não consegue ser íntimo. Pertence a  todo mundo, mas não é de ninguém. Está próximo e longe ao mesmo tempo. Sabe quase tudo, menos dar e receber amor. Seu poder se limita a energia elétrica. Basta um blackout e... Um virus pode interromper um momento de contato e...

     O Google é um dependente crônico da máquina, que por mais que se aperfeiçoe, foi feita por um ser imperfeito...

   Ah! Tá aí  -  Imperfeição.O Google é "quaaaaase" perfeito...

   Tenho o Google, mas sou maníaco por perfeição...

   E perfeito mesmo... só DEUS.

   Se tenho Deus... então... o Google volta a ser, digamos... um mero acessório.

   (Salmo 37:5, Romanos 8:31, Filipenses 4:13, Apocalipse 22:13)


Um comentário:

  1. Pode aparentemente até parecer, mas o google não tem a onisciência que se lhe apregoa. Ainda bem... Onisciência combina com Amor. Nosso Pai é um Deus relacional, íntimo, perdoador... Já pensou se nossas vidas fossem comandadas por um sistema, um programa, uma máquina? Pois é, pastor, mas tem muita gente q assim está. Devemos sempre nos perguntar: A quem temos confiado o destino das nossas vidas??
    Um grande abraço
    Lu

    ResponderExcluir

Onde encontrar paz num mundo em convulsão?

     Silvio Brito na década de 70  cantava uma canção que se tornou hit rapidamente. Cada estrofe começava com  “ – pare o mundo que eu ...