domingo, 16 de janeiro de 2011

Em defesa dos retiros espirituais...


Os retiros espirituais estão se tornando cada vez mais escassos nas igrejas. Por quê?


     Por acontecer  no início do ano, muitos líderes consideram que o alto custo do investimento não se harmoniza com a data. Além disso, o crescimento numérico dos evangélicos gerou certa inflação com respeito a locais apropriados. A procura tem sido infinitamente superior que a oferta. Além disso, muitos vêem o feriado de Carnaval como o único momento para uma “mini férias” somando-se ao fato que os pacotes turísticos atualmente tem se tornado cada vez mais atraentes.

            Cá pra nós, acredito que essas são desculpas para quem já perdeu sua sede de Deus e ainda não percebeu. Lembro-me que na minha juventude, fazíamos vigílias de oração semanas antes para que Deus se derramasse naqueles quatro dias. A adrenalina, durante as reuniões de preparação, era uma resposta fisiológica à  expectativa de um encontro com o Criador de todas as coisas. 
   
Nestes tempos pós modernos, estamos apáticos demais para nos dar ao luxo de um evento deste porte. Ficar ali, no “batidão” do dia a dia da igreja, é mais cômodo. Afinal, qual a diferença entre cultos num retiro e os eventos dominicais na igreja?

            Vejo pelo menos, três diferenças: Primeiro, o ato de retirar-se. Quando decidimos que durante quatro dias estaremos focados em Deus, sua palavra e sua família de fé, nos colocamos num local espiritual adequado para que seja dado um forte impulso em nossa jornada espiritual.

            Em segundo lugar o evento está de acordo com o anseio de Deus em ser buscado com exclusividade (Mt 4:10) e intensamente (Jr 29:13).

            Terceiro: num retiro temos tempo de sobra para meditar no que ouvimos, orar com tranqüilidade e promover acerto e reconciliação com irmãos, o que num culto dominical de duas horas (no máximo), não conseguimos.

            Em fim, em defesa dos retiros espirituais, apelo para o bom senso e o retorno ao que nos foi tão importante no passado próximo. Afinal, quem não está precisando desacelerar, deixar o computador ou a TV digital de “trocentos” canais para pensar na eternidade?

           Porque vale mais um dia nos teus átrios do que, em outra parte, mil. Preferiria estar à porta da Casa do meu Deus, a habitar nas tendas da impiedade” (Salmo 84:10).

            Trocando em miúdos: não há substitutos para um bom retiro espiritual.

5 comentários:

  1. É verdade pastor, se a gente não prestar atenção somos consumidos pelo 'batidão', pela rotina, pelo cansaço e nos acomodamos àquilo q parece ser mais fácil... Minha oração é " Pai, me ajuda a ter sede de Ti".
    Deus abençoe!!!!

    ResponderExcluir
  2. Confesso que Retiros Espirituais, ainda mais na época de carnaval, foi e é maravilhoso em minha vida, e creio que na vida da igreja de nosso Senhor Jesus Cristo. Pois me lembro que no período em que aceitei ao Senhor Jesus como meu Salvador e Senhor, logo depois fui para o meu primeiro Acampamento Espiritual de Carnaval, deixei para trás a festa da carne (carnaval) pela primeira vez, de muitas outras vezes que deixaria e, em nome de Jesus, deixarei, para me retirar para um local afastado de toda a agitação em que a sociedade secular vivia e vive em tal período, bem como, para deixar meu coração no descanso do Senhor, pois é nesse momento, de retiro, de saída do nosso habitat, para partirmos para o lugar onde o próprio Deus deseja encontrar-se conosco de uma maneira muito especial e falar aos nossos corações. E daquele primeiro acampamento em diante, meus dias não foram mais iguais, pois percebi que quando paramos tudo para escutar a Deus, nada pode ser mais importante e prazeroso!

    Décio Roberto.

    ResponderExcluir
  3. ...o que num culto dominical de duas horas (no máximo), não conseguimos.Perai o culto na minha igreja sempre da quase 3 horas,e quando tem ceia entao....hahaha(brincadeirinha)
    Fui em Retiro,vou, irei e recomendo.#PLENITUDE#

    Matheus Ribeiro

    ResponderExcluir
  4. Adorei a postagem. oxalá se todos os pais investissem em mandar pelo menos os seus filhos para um retiro espiritual, eles entao reconheceriam a grandeza que seria para o futuro destes, tenho feito isto desde que conheci Jesus, eu invisto em mandar minhas filhas, e mesmo que o inimigo intente contra a vida delas, mais..... a semente do fruto permanece viva no coraçao delas , e com temor elas conseguem se desvencilhar, e dar um passo á frente ao invés de para tráz, isso eu agradeço muito aos retiros espirituais.

    ResponderExcluir

Como se "pacifica" um país?

O Excelentíssimo Senhor Michel Temer , Presidente do Brasil, em sua primeira aparição após a conquista histórica no TSE , disse estar se...