terça-feira, 26 de abril de 2011

DECEPÇÃO: não aguento mais.

     Nem eu. Aliás, quanto mais o tempo passa, mais figurinhas juntamos no álbum da desilusão. Mas um dia a gente aprende. Um dia a gente vai conseguir conviver com isso. Numa boa. Aliás, ninguém é perfeito. Nem eu , nem você.
     Por falar nisso, será que nunca decepcionamos alguém? Tenho a estranha sensação que sim. Bom, mas... deixa pra lá. O negócio é tocar o barco.
     Não, espera aí. Se eu decepcionei alguém preciso olhar pro meu umbigo. Preciso tomar mais cuidado. Afinal, é dando que se recebe. Se plantei a semente,  terei que colher. Acho que preciso rever  meus relacionamentos e pensar mais nos outros,  tratá-los com mais respeito e educação. Afinal, isso pode  diminuir a colheita maldita da decepção. Espero.
        Mas que eu não aguento mais, não aguento mesmo.
     Mas será que estão me aguentando?? Tenho um mau pressentimento a este respeito. Talvez eu seja protagonista de muitas decepções sem saber. Mas deviam me avisar.
     Bom deixa pra lá. Vou fazer a minha parte e deixar o resto com Deus. Ah! Sim! Deus. Que bom poder contar com um interlocutor, um mediador. A fé é para essas horas.
     Decepção? Não vou me tornar uma ostra, nem um avestruz. Vou continuar arriscando, me relacionando, amando para ser amado, desenvolvendo amizades, confiando. Na Bíblia está escrito: "o amor lança fora todo medo". Creio que o Livro tem razão.
    Acho que vou prosseguir atropelando as decepções. Vai dar certo.

Um comentário:

  1. Pastor,gostei muito desse artigo, é uma verdade
    gosto muito mesmo. Parece que é oque penso e não consigo colocar no papel, por isso gosto muito de ler. Acho que vou atropelar as decepções também. Amém por isso

    ResponderExcluir

Todas as religiões são iguais?

Você deve ter ouvido algo parecido. Devido a crescente onda de atentados em nível global, a intolerância religiosa tem aumentado e muito...