sexta-feira, 1 de abril de 2011

PRECISAMOS REDESCOBRIR O EVANGELHO.


Aquilo que era claro, direto e objetivo, está hoje coberto por camadas e camadas e ideologias, "achismos", auto-ajuda, misticismo, etc.
     O humanismo secular cobriu a mensagem cristã de um verniz espesso e pegajoso. O som da trombeta é incerto. O clamor dos arautos é vacilante. O relativismo, característico da pós modernidade, penetrou redutos  da igreja, outrora ortodoxos, com a fúria de um tsunami, e hoje não sabemos mais o que significa  conversão, regeneração, santificação, vida eterna, etc.
     As igrejas ditas evangélicas se multiplicam como nunca, sem que se saiba, ao certo, o significado da palavra "discipulado". O cultos são centrado no ser humano (ou seria melhor dizer, no "ego" ? ) e não em Deus. O objetivo de se reunir como igreja é "sentir-sebem" e não adorar a Deus. Confunde-se adoração com música ou canto. Pastores já não ouvem mais a Deus, para falar em nome dele. Pregam o que o povo quer ouvir. Estão ensopados de psicologia e sensivelmente influenciados pelos autores de auto-ajuda.  Não ministram as necessidades espirituais, mas as emocionais. O que importa é crescer (em número, é claro), ganhar adeptos, levantar dízimos e prosperar.
     Urge que venhamos a redescobrir o evangelho puro e simples.
     Você e eu, de acordo com o evangelho, só podemos nos aproximar de Deus pelo sangue de Cristo. Não há em nós absolutamente nada que nos torne merecedores de qualquer favor de Deus. Só por meio de um arrependimento profundo, uma fé viva e verdadeira na obra redentora de Cristo,  um compromisso com o discipulado, santificação crescente e contínua, apego a Palavra e vida de submissão no Corpo de Cristo, a Igreja - com "I" maiúsculo, teremos esperança de "escapar da ira vindoura", das coisas que "em breve devem acontecer", do juízo que "começa pela casa de Deus".
     É preciso coragem para admitir que a igreja evangélica atual vive uma fantasia religiosa e não a mensagem da cruz. Como arqueólogos, precisamos redescobrir, sob as camadas de argila da história, a fé apostólica, não dos apóstolos atuais, mas dos únicos e verdadeiros apóstolos do Cordeiro. Precisamos renunciar as famosas "Bíblias de Estudo" para, de fato, estudarmos a Bíblia, debruçados, em oração, sobre o texto sagrado. Vamos redescobrir o evangelho.
     " Por isso devemos prestar mais atenção nas verdades que temos ouvido, para não nos desviarmos delas.  Não há dúvida de que a mensagem que foi dada por meio dos anjos é verdadeira; e aqueles que não a seguiram nem foram obedientes a ela receberam o castigo que mereciam.  Sendo assim, como é que nós escaparemos do castigo se desprezarmos uma salvação tão grande?" (Hebreus 2:1 à 3 - NTLH)

4 comentários:

  1. É verdade Pastor, como eu detesto ouvir a palavra Sou evangelico, dói, pois não vivem essa palavra com amor leitura diária da Palavra, olham pro seu umbigo e o que é pior ainda olha o umbigo do irmão pra criticar mas...nunca para orar.
    Tenho sentido exatamente isso, tá dificil de acreditar em crente, isso é horrivel. Temos que nos apegar a Palavra, meditar nela, passar mais tempo em oração. Que Deus te abençoe muito

    ResponderExcluir
  2. E quando sairmos pra cavar o Evangelho de novo, q tal dar umas marretadas na religiosidade pra ela ficar no cantinho dela e não atrapalhar o cristianismo de verdade né? =D

    ResponderExcluir
  3. Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I have really enjoyed browsing your blog posts. In any case I’ll be subscribing to your feed and I hope you write again soon!

    cialis online

    ResponderExcluir

Onde encontrar paz num mundo em convulsão?

     Silvio Brito na década de 70  cantava uma canção que se tornou hit rapidamente. Cada estrofe começava com  “ – pare o mundo que eu ...