quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

CONSAGRAÇÃO: o segredo do campeão.


Nascemos para vencer. Ninguém questiona isso. Vitória é informação genética. É DNA. O que muitos ainda não descobriram é a chave que conduz a vitória.
            Há quem diga que o talento natural é imprescindível e outros, a especialização. Poucos tem pensado em “consagração”.
            Colhendo informações nos textos originais da Bíblia, podemos definir  consagração como: “Dedicar-se a algo (ou alguém) de modo exclusivo e constante, integrando tal devoção a sua identidade pessoal”. Ou seja: quem se consagra, o faz com intensidade de propósito e acaba confundindo-se com o próprio objeto de sua consagração. 
           Ninguém pensa em Ayrton Senna sem imaginar um carro de fórmula um, muito menos em Renato Russo sem “ouvir” uma de suas canções. Em se tratando de espiritualidade cristã, como posso me consagrar vivendo numa sociedade onde os valores do cristianismo são tidos como ultrapassados e sem nenhum sentido numa cultura pós-moderna?
            Toda consagração exige contraste. Um nadador que deseja uma medalha olímpica terá que sacrificar  momentos de diversão para ir além dos seus colegas. Isso se chama contraste. Como seguidor de Cristo, somos  chamados para “sermos  inculpáveis e irrepreensíveis no meio de uma geração corrompida e perversa a fim de brilharmos como luzes no mundo” (Fl 2:14,15).
            Além disso, toda consagração para Cristo visa demonstrar que Ele é digno de nossa consagração. “Vivam de maneira digna do Senhor”  (Cl 1:10).  Num mundo onde o conceito de “Deus” está tão deturpado com as mega-igrejas e os escândalos dos que se dizem cristãos, consagrar-se é sinônimo de “representar” a Deus dignamente.
            Mas o mais importante, creio eu, é a formação de uma nova identidade. Continuamos a ser nós mesmos, mas incorporando, por meio da consagração, a identidade de “discípulos de Cristo”. Deus anseia ser reconhecido por meio de nosso testemunho. A Bíblia diz que somos “cartas vivas”, ou seja, uma mensagem divina escrita em seres humanos, para seres humanos.  Deus deseja nossa santidade pois Ele, que nos criou a Sua imagem, é santo.
            Você nasceu para vencer? Eu não tenho dúvidas. Se a vitória não é uma de suas características, algo está errado. Você tem talento e se especializou, mas não se imagina "no pódium"? Talvez o que esteja faltando seja exatamente isso: consagração.
            “Confie no Senhor de todo o seu coração; nunca pense que sua própria capacidade é suficiente para vencer os problemas. Em tudo quanto for fazer, lembre-se de colocar Deus em primeiro lugar (isso é consagração). Ele guiará os seus passos e você andará pelo caminho do sucesso” (Pv 3: 5,6 – Biblia VIVA).

             
           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todas as religiões são iguais?

Você deve ter ouvido algo parecido. Devido a crescente onda de atentados em nível global, a intolerância religiosa tem aumentado e muito...