segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

PÁSCOA:Mantenha o foco e cuidado com o galo cantor.

     Um simples galo ocupando o papel de psicólogo? Pois é. (E há quem subestime os animais). Mas... me diga aí: quando isso aconteceu?

      (João 13:31 à 38)
     Judas desapareceu na noite.  Deixou o grupo para tornar-se traidor.  O Mestre se ocupa agora em preparar seus onze amigos para os acontecimentos que se seguiriam e anuncia uma novidade: o “novo mandamento”. Ignorando o assunto, Pedro faz a pergunta: “- Senhor, para onde vais?” O Mestre, à poucos instantes, havia dito que iria para um lugar onde seus amigos não poderiam acompanha-lo, mas Pedro insiste : “...por que não posso seguir-te agora? Darei a minha vida por ti.” Falou demais, quis se projetar, insistiu, e foi humilhado: "Você me negará três vezes, antes do canto do galo"
      O que aconteceu com Pedro? 
     Quão facilmente perdemos o foco. O assunto central era o anuncio do “novo mandamento”, mas Pedro não está atento ao que o Mestre está dizendo, muito menos no futuro do grupo. Está pensando em si.  O Mestre queria deixar seus amigos focados e compenetrados na sua missão, mas Pedro, esta mais interessado no que aconteceria a si mesmo, caso o Mestre os deixasse. Perdeu o foco, falou demais, foi humilhado na frente de todos, e pior: quando o galo cantou (por volta das três da manhã), já  havia negado o Mestre três vezes. O galo cantor foi seu psicólogo! Após seu canto estridente, Pedro entendeu tudo a seu respeito numa auto análise relâmpago: perdeu o foco afastando-se e negando o Senhor. 
      Todo senso de orientação desaparece quando perdemos o foco.
     Como manter o foco?
     Amar o Mestre te ajuda a manter o foco (vs.33). Não basta acreditar. O melhor crente que existe é o diabo: "crê e treme". Se você não tiver um sentimento de amor pelo Mestre, vai perder o foco. Deus quer que "corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé"(Hb 12:1,2).
     Amar os irmãos te ajuda a manter o foco (34). Isso não é uma opção, nem sugestão. Ele foi claro: é um mandamento. Se fosse fácil  não haveria necessidade de uma ordem. "Se alguém afirmar: "Eu amo a Deus", mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. Ele nos deu este mandamento: Quem ama a Deus, ame também seu irmão"(1ª João 4:20).
     Amar menos a si mesmo te ajuda a manter o foco (36 à 38). Pedro se superestimava em relação aos demais. Com o incidente do galo cantor,  Pedro descobriu que ele não era tudo o que achava de si mesmo. "...ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, pelo contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu" (Rm 12:3) ou  "sejam honestos na avaliação de si mesmos" (Viva), ou ainda "não se achem melhores do que realmente são"(NTLH). 
     Quer saber? Toda vez que você perdeu o senso de orientação acabou permitindo que a tristeza e a depressão assumissem o lugar da vibração e da energia que emanava de uma vida dedicada e comprometida. Isso aconteceu porque perdeu o foco. Não são seus erros ou pecados que te afastam do caminho, mas perder o foco, a atenção, a concentração no que realmente importa: viver para (e com) o Mestre.
     



Pense nisso, regule a lente, e volte a ser feliz.
sergiomarcosmevec@gmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Onde encontrar paz num mundo em convulsão?

     Silvio Brito na década de 70  cantava uma canção que se tornou hit rapidamente. Cada estrofe começava com  “ – pare o mundo que eu ...