sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Aprenda a lidar com as ofensas.

      Receber uma ofensa não é o fim do mundo (estamos em 2015!). Já fui ofendido o bastante para estar sepultado pela avalanche de lama e detritos que me lançaram. Mas sobrevivi. Com o tempo percebi que viver é sofrer impactos. Precisamos entender que, em nossa imperfeição, ocasionalmente,  atrairemos a ira das pessoas. Desista de tentar agradar todo mundo. Ninguém até hoje passou incólume diante de críticas ácidas, calúnias e difamações.
     Em segundo lugar, é importante entender que a filosofia das ofensas é neutralizar nossa simplicidade e pureza. Estar sob ofensa é estar sendo chamado pra briga, não com o propósito da contenda em si, mas de macular nosso caráter. Integro é aquele que desenvolve o equilíbrio necessário para não ceder a provocação e continuar sendo quem sempre foi.
     Por último, lembre-se que revidar uma ofensa pode até fazer bem ao ego (momentaneamente) mas irá provocar um ciclo de réplica e tréplica, drenando nossas energias e promovendo uma imagem distorcida de quem somos ou desejamos ser. Aliás, estamos sendo filmados a todo instante e pessoas que eram excelentes amigos e companheiros de jornada, contemplando nossa explosão de revanche, perderão mais uma referência de vida. Não que precisamos ser "múmias paraliticas" para manter as aparências. Pelo contrário. Expressar sentimentos é saudável. Mas mais saudável ainda é lembrar as palavras bíblicas: "Quando vocês ficarem irados, não pequem". Apazigüem a sua ira antes que o sol se ponha, e não dêem lugar ao diabo (Efésios 4:26.27).
     E não se esqueça: A beleza do Planeta Terra se deve à mão criadora de Deus e também a fúria dos impactos de imensos asteroides que desabaram por aqui. Da mesma forma, seu caráter será cada vez mais lindo se a mão de Deus agir em seu interior e você entender que os impactos das ofensas estão aí para te tornar cada dia melhor.
     Beijos.

Um comentário:

  1. Excelente conselho, pastor!!! Obrigada! Abraço a todos os irmãos!

    ResponderExcluir

Onde encontrar paz num mundo em convulsão?

     Silvio Brito na década de 70  cantava uma canção que se tornou hit rapidamente. Cada estrofe começava com  “ – pare o mundo que eu ...