sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O MORTO FELIZ.

Felizes são os vivos? 
Nem sempre.  


Tem muita gente viva, biologicamente falando, mas  moribunda na mente e nas emoções. Tô errado? 
     Tem gente viva "por fora" mas fedendo por dentro. Da mesma forma, há mortos felizes. Aliás, bem disse o sábio Salomão: "é melhor ir a um velório do que numa balada" (Ec  7:2). 
      Pois é, como bem disse Thomas Á Kempis: " Como é sábio e feliz aquele que trabalha agora, para ser em vida como deseja ser encontrado, quando morrer! O Desprezo perfeito do mundo, o desejo fervoroso de ir adiante na virtude, o amor à disciplina, a dor do arrependimento, a protidão da obediência, a negação de si, e a capacidade de suportar qualquer adversidade que seja, por amor a Cristo, nos darão grande confiança em saber que morreremos felizes." 
     Ah... uma morte feliz. Um bom epitáfio vale mais que uma  foto num out-door de produto de beleza. 
     Posso não haver conseguido tudo que gostaria  nesta vida, mas se morrer com Cristo, em Cristo, por haver vivido por Cristo e para Cristo...serei um "morto feliz" (Filipenses 1:21).

(*) Thomas A. Kempis - A imitação de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como se "pacifica" um país?

O Excelentíssimo Senhor Michel Temer , Presidente do Brasil, em sua primeira aparição após a conquista histórica no TSE , disse estar se...