sábado, 13 de novembro de 2010

SOBREVIVENTES

Li recentemente um livro especial intitulado "Contaminação Espiritual" de Alcione Almerich - United Press - e consegui entender por que muitas igrejas funcionam como assassinas ao invés de serem agentes de vida. Exagero?! Como o sub título da referida obra diz: "No passado, muitos morreram pelo cristianismo. Hoje, muitos estão morrendo de cristianismo". Loucura? E põe loucura nisso! Muitas igrejas, cultos, pastores, rituais e programações hoje em dia são "coisa de louco". A essência se foi. Ficaram as formas. E formas mal feitas.E o povo gosta. São igualmente culpados pois patrocinam a loucura, o morticínio, a falsificação do sagrado. O povo tem os líderes que merece. Mas entre as notas deste "samba do crioulo doido" existem alguns que conseguiram colocar a cabeça para fora, respirar, olhar para a cruz, contemplar Jesus, seu evangelho, puro e simples, e dizer: Cristo sim, cristianismo, não. Ôpa! Essa frase é de Ghandi... Pois é, nos seus dias, a coisa já estava feia... Mas graças ao Bom Deus, em meio a tanta loucura, temos alguns sobreviventes... será que me incluo? Deus me ouça. Que jamais venha a duvidar de que há joelhos que não se dobram a Baal, e são muitos. Sobreviveremos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Onde encontrar paz num mundo em convulsão?

     Silvio Brito na década de 70  cantava uma canção que se tornou hit rapidamente. Cada estrofe começava com  “ – pare o mundo que eu ...